Cursos

OBJETIVO:

Dotar o aluno de conhecimentos básicos sobre os fundamentos da digestão aeróbia.
Mostrar a forma correta de operar os reatores aeróbios, identificando seus problemas e dando soluções.

 

PÚBLICO ALVO:

O curso é destinado à profissionais com segundo grau ou formação técnica, atuantes ou iniciantes nas áreas de meio ambiente, laboratório ou campo, de empresas de saneamento, abastecimento público, de controle ambiental e industrias privadas.
Destinado a operadores, encarregados de estações de tratamento de esgoto domésticos, efluentes industriais, bem com gerentes das áreas ambientais.

 

CARGA HORÁRIA:

16 Horas sem visita
24 horas com visita

 

NÍVEL:

OPERACIONAL / MÉDIO

CONTEÚDO PROGRAMÁTICO:

1 – Noções básicas:
• Química, Hidrometria, Microbiologia.
2 – Introdução, Histórico e Definição
• Conceituação do processo de lodos ativados.
• Histórico
3 – Descrição do processo de lodos ativados
• Sistema convencional e suas variações.
4 – Monitoramento do sistema de lodos ativados
• Pontos de coleta;
• Parâmetros físico-químicas;
• Freqüência de amostragem;
• Boletim de controle.
5 – Operação e controle
• Principais parâmetros de controle.
6 – Aplicação prática dos parâmetros de controle na operação do sistema (Exercícios)
• Descarte de lodo, F/M ; Taxa de remoção de DBO.
7 – Problemas típicos de sedimentação dos flocos biológicos
• Floculação , Intumescimento do lodo, Principais microrganismos filamentosos;
• Controle de intumescimento do lodo.

OBJETIVO:

Dotar o aluno de conhecimentos práticos e teóricos sobre os processos aplicados ao tratamento de água. Mostrar a correta forma de operar esses sistemas e de encaminhar os problemas que ocorrerem para uma solução segura e adequada.

 

PÚBLICO ALVO:

O curso é destinado a pessoas que trabalham ou venham a trabalhar em Estações de Tratamento de Água, Diretores de Serviço Autônomo, Gerentes de Unidades, representantes de produtos químicos ou equipamentos para tratamento de água ou que atuem em área relacionada.

 

CARGA HORÁRIA:

16 Horas sem visita
24 Horas com visita

 

NÍVEL:

OPERACIONAL / MÉDIO

CONTEÚDO PROGRAMÁTICO:

1 – Noções básicas:
• Hidrometria,
2 – Teoria Básica da Coagulação e Floculação.
• Controle do processo de coagulação – floculação.
• Parâmetros operacionais.
3 – Teoria Básica da Decantação.
• Operação e Controle de Sistemas de Decantação. Limpeza de Decantadores.
• Taxas de Trabalho.
4 – Noções básicas da teoria da filtração.
• Operação de Sistemas de Filtração, Limpeza de Filtros.
• Taxas de filtração, Parâmetros Operacionais.
5 – Teoria da Desinfecção.
• Produtos Desinfetantes, Operação e Controle.
• Caso específico da desinfecção com cloro e seus compostos.
6 – Teoria básica da Fluoretação.
• Produtos utilizados. Operação e Controle. Controle da Dosagem.
7 – Parâmetros Operacionais
• COR, TURBIDEZ, pH, ALCALINIDADE, TEMPERATURA.ENSAIO DE FLOCULAÇÃO “JAR-TEST”, TAXAS DE FILTRAÇÃO, TAXA DE LAVAGEM DOS FILTROS, EXPANSÃO DO LEITO FILTRANTE, TAXAS OPERACIONAIS DO SISTEMA DE FLOCULAÇÃO E DECANTAÇÃO.

OBJETIVO:

Dotar o aluno de conhecimentos para avaliar a qualidade da água potável e eficiência de ETEs, através da interpretação dos resultados obtidos nos laudos de análise, bem como a pertinência e correlação entre certos parâmetros de controle.

 

PÚBLICO ALVO:

O curso é destinado a profissionais que atuam em setores de vigilância, monitoramento e controle de qualidade de água potável e tratamento de efluentes em empresas de produção e distribuição de água e coleta e tratamento de efluentes, secretarias municipais e estatais da saúde, centros de vigilância sanitária e epidemiológica, equipe técnica de laboratório de análise de água e efluente, responsáveis pela área ambiental das indústrias, comércio, condomínios, e demais interessados. Recomendável formação mínima em segundo grau ou equivalente.

 

CARGA HORÁRIA:

16 Horas

 

NÍVEL:

MÉDIO / SUPERIOR

CONTEÚDO PROGRAMÁTICO:

1 – Noções básicas:
• Amostragem;
• Tratamento de Água

2 – Tratamento de Efluente
• Parâmetros de controle nas águas;
• Interpretação de parâmetros de qualidade de acordo com a PortRI Consolidação 5 de 27/11/2017

3 – Importância do uso da estatística na formação do índice de qualidade:
• Índices de qualidade;
• Interpretação de índices.

4 – Parâmetros de controle de sistemas de tratamento de efluentes.

5 – Análise e correlação dos resultados de análise de sistemas de água e de efluentes.

OBJETIVO:

Dotar o aluno de conhecimentos básicos sobre as técnicas modernas de proteger, limpar e desinfetar reservatórios de água potável, tanto domiciliares como de sistemas de abastecimento. Mostrar a forma correta de se manusear os equipamentos e os produtos utilizados na limpeza e desinfecção.

 

PÚBLICO ALVO:

O curso é destinado a profissionais com segundo grau ou formação técnica, responsáveis pela manutenção de sistemas de tratamento e distribuição de água potável, usuários domiciliares, síndicos e empresas que trabalham com desinfecção.

 

CARGA HORÁRIA:

16 Horas

 

NÍVEL:

Operacional/ Médio

CONTEÚDO PROGRAMÁTICO:

1 – Noções básicas;

2 – Doenças de veiculação hídrica;

3 – Teoria da desinfecção (cloração);

4 – Outros agentes desinfetantes;

5 – Procedimento para proteção e limpeza de reservatórios;

6 – Desinfecção de reservatórios;

7 – Materiais e equipamentos;

8 – Prática de laboratório.

OBJETIVO:

Dotar o aluno de conhecimentos teóricos sobre as técnicas modernas para realizar o tratamento de efluentes pelo processo anaeróbio.

 

PÚBLICO ALVO:

O curso é destinado a profissionais, atuantes ou iniciantes nas áreas de meio ambiente, laboratório ou campo, de empresas de saneamento, abastecimento público, de controle ambiental e indústrias privadas. Operadores, supervisores de estações que possuam sistemas de tratamento anaeróbio.

 

CARGA HORÁRIA:

32 Horas

 

NÍVEL:

Operacional / Médio

CONTEÚDO PROGRAMÁTICO:

1 – Noções básicas;
– Hidrometria, Química e Microbiologia

2 – Introdução ao tratamento de águas residuárias por digestão anaeróbia

3 – Fundamentos da digestão anaeróbia (Requisitos Ambientais)

4 – Parâmetros de monitoramento de reatores, testes microbiológicos e avaliação de desempenho de sistema de tratamento

5 – Partida e operação de reatores anaeróbios de fluxo ascendente com manta de lodo

6 – Exercícios

OBJETIVO:

Dotar o aluno de conhecimentos básicos sobre as técnicas modernas para realizar coletas de amostras de água e efluentes, baseado na norma n° Dicla 057 e no Guia Nacional de Coleta e Preservação de Amostras CETESB/ANA – 2012.

Mostrar a forma correta de preparar e preservar frascos de coleta para amostras de um ponto de lançamento, ETEs, rede coletora, ETA, rede de distribuição, reservatórios, mananciais abastecedores e etc.. Conscientizar o aluno da responsabilidade do coletor e a influência de seus erros nas análises.

 

PÚBLICO ALVO:

O curso é destinado a profissionais com segundo grau ou formação técnica, atuantes ou iniciantes nas áreas de meio ambiente, laboratório ou campo, de empresas de saneamento, abastecimento público, de controle ambiental e indústrias privadas.

 

CARGA HORÁRIA:

16 Horas

 

NÍVEL:

Operacional / Médio

CONTEÚDO PROGRAMÁTICO BASEADO NAS NORMAS NIT DICLA 0-57 E ISO 17.025:

1 – Sistemas de tratamento de água;

2 – Sistemas de tratamento de efluente;

3 – Plano de amostragem;

4 – Métodos e técnicas de coleta;

5 – Preservação e acondicionamento de amostras;

6 – Preparação de materiais para coleta;

7 – Equipamentos utilizados em coleta. Coleta pontual e composta;

8 – Principais parâmetros de controle.

OBJETIVO:

Dotar o aluno de conhecimentos básicos sobre os princípios de funcionamento de diversos tipos de lagoas de estabilização. Mostrar a forma correta de operar, identificando seus problemas e dando soluções.

 

PÚBLICO ALVO:

O curso é destinado a profissionais com segundo grau ou formação técnica, atuantes ou iniciantes nas áreas de meio ambiente, laboratório ou campo, de empresas de saneamento, abastecimento público, de controle ambiental e indústrias privadas. Destinado a operadores, encarregados de estações de tratamento de esgoto domésticos, efluentes industriais, gerentes das áreas ambientais, etc.

 

CARGA HORÁRIA:

16 Horas sem visita

24 Horas com visita

 

NÍVEL:

Operacional / Médio

CONTEÚDO PROGRAMÁTICO BASEADO NAS NORMAS NIT DICLA 0-57 E ISO 17.025:

1 – Noções básicas Hidrometria, microbiologia;

2 – Conceito de lagoas de estabilização;

3 – Disposição de lagoas;

4 – Parâmetros operacionais e Físico-químicos necessárias ao monitoramento das lagoas;

5 – Lagoas Anaeróbias;

6 – Lagoas Aeróbias;

7 – Lagoas Facultativas;

8 – Início de Operação – partida;

9 – Operação e Controle;

10 – Problemas de funcionamento e possíveis soluções.

OBJETIVO:

Dotar os alunos de conhecimentos técnicos que os capacitem a entender, analisar e identificar, o dia a dia operacional de um sistema de tratamento de água para consumo e uso na indústria e estações de tratamento de água de reúso.

 

PÚBLICO ALVO:

O curso é destinado a pessoas que trabalham ou venham a trabalhar em Estações de Tratamento de Água e Reúso, gerentes de utilidades, representantes de produtos químicos, equipamentos para tratamento de água ou atuem em área relacionada.

 

CARGA HORÁRIA:

24 Horas

 

NÍVEL:

Operacional / Médio

CONTEÚDO PROGRAMÁTICO:

1 – Noções básicas:
• Hidrometria.

2 – Teoria básica da Coagulação e Floculação.
• Controle do processo de coagulação-floculação.

3 – Teoria Básica da Decantação.
• Operação e Controle.
• Floco-decantadores.

4 – Noções básicas da teoria da filtração.
• Tipos de filtros.
• Operação de Sistemas de Filtração.
• Limpeza de Filtros. Parâmetros Operacionais.

5 – Desinfecção. Produtos Desinfetantes, Cloro e seus Compostos.
• Operação e Controle

6 – Trocadores iônicos
• Tipos de resinas
• Operação e Controle
• Regeneração.
• Remoção de ferro e manganês.
• Remoção de dureza.

7 – Reuso da água Técnicas e controle

8 – Parâmetros de controle:
• COR. TURBIDEZ. pH. ALCALINIDADE. TEMPERATURA. ENSAIO DE FLOCULAÇÃO “JAR-TEST”. AULA COM ETA PILOTO

OBJETIVO:

Dotar os participantes de conhecimentos que os capacitem a operar e controlar sistemas de tratamento de efluentes pelo processo físico-químico.

 

PÚBLICO ALVO:

O curso é destinado a pessoas que trabalham ou venham a trabalhar em sistemas de tratamento de efluentes pelo processo físico-químico.

 

CARGA HORÁRIA:

16 Horas

 

NÍVEL:

Médio / Superior

CONTEÚDO PROGRAMÁTICO BASEADO NAS NORMAS NIT DICLA 0-57 E ISO 17.025:

1 – Noções básicas:
• Hidrometria.
• Peneiramento, gradeamento, desarenação
• Retenção de gordura, separação de óleo, equalização, correção de pH
• Coagulação, floculação, decantação
• Oxidação de:
– Sulfetos
– Cianetos
• Redução do cromo hexavalente, remoção de metais
• Troca iônica

OBJETIVO:

Dotar o aluno de conhecimentos práticos e teóricos sobre os processos de tratamento de água para uso em piscina. Mostrar a forma correta de operar e controlar esses sistemas e seus equipamentos e tratar a água com segurança e economia de produtos químicos. Mostrar as novas tecnologias e equipamentos.

 

PÚBLICO ALVO:

O curso é destinado a pessoas que trabalham ou venham a trabalhar em clubes, associações, academias ou em área relacionada com tratamento de água para piscina.

 

CARGA HORÁRIA:

16 Horas

 

NÍVEL:

Operacional / Médio

CONTEÚDO PROGRAMÁTICO BASEADO NAS NORMAS NIT DICLA 0-57 E ISO 17.025:

1. Aspecto geral e hidrobiológico das piscinas.

2. Doenças de veiculação hídrica.

3. Processo tradicional de tratamento de água.

4. Segurança no uso de piscina.

5. Materiais e Equipamentos.

6. Aulas práticas para determinação dos parâmetros:
– COR
– TURBIDEZ
– pH
– ALCALINIDADE
– TEMPERATURA
– CLORO
– ENSAIO DE FLOCULAÇÃO “JAR-TEST”

Deseja mais informações sobre os cursos?

Voltar ao Topo